segunda-feira, 19 de março de 2018

Semana da leitura

Estreamos a semana da leitura com a visita do escritor José Miguel Tavares da Silva. 
Este escritor nasceu em 1970, em Sarrazola, uma zona agrícola na foz do Vouga, freguesia de Cacia, concelho de Aveiro. 
Habituado, na infância, a viver entre a cidade e o campo, o contacto e o gosto pela natureza acompanharam-no assiduamente, levando-o, aos 14 anos, a integrar o Corpo Nacional de Escuta. 
Esta experiência de vida despertou a sua sensibilidade para o meio ambiente e alimentou o seu sonho, enquanto pai, contando histórias sobre o que viu, despertando e dando a conhecer aos seus pequenos o gosto pelos animais e pela natureza.
O livro Leonardo Pardal Pardo retrata outro olhar sobre os habitantes das quintas, os seus hábitos a interacção com os restantes animais e com o meio e a sua importância dentro do habitat natural. 

Foi um serão muito divertido!

Muito obrigada pela sua presença! 













 


quinta-feira, 8 de março de 2018

Ação de informação sobre Higiene Oral orientada pela enfermeira Alexandra e Gabriel

Uma boa higiene oral pode contribuir para termos um sorriso saudável e ainda mais bonito. 
Hoje, aprendemos dicas simples e imprescindíveis, para quem quer ter dentes saudáveis.
Obrigada enfermeira Alexandra e Gabriel por nos terem proporcionado momentos de aprendizagem e de diversão, como se vê no vídeo.
                                           Até breve!





terça-feira, 6 de março de 2018

Biografia de Pedro Sidónio de Araújo Muralha

      O meu livro favorito é “Bichos, bichinhos e bicharocos” e foi escrito pelo autor Sidónio Muralha.
      O autor Pedro Sidónio de Araújo Muralha nasceu no ano 1920 no dia 29 de julho e morreu no ano 1982 no dia 8 de dezembro. Era filho de Beatriz Araújo e do jornalista Pedro Muralha.
      Ele foi um escritor português. Escreveu livros em poesia e em prosa, e o seu primeiro livro publicado foi em poesia.
      Durante a sua carreira recebeu vários prémios pelos seus livros, havendo um deles ligado à literatura infantil, o livro “Bichos, bichinhos e bicharocos”, do qual eu gosto muito.

                                                                             André Magalhães
 

Biografia de António Torrado

António Torrado  nasceu em Lisboa no dia 21 de novembro de 1939 e é um escritor português. Licenciou-se em Filosofia pela Universidade de Coimbra.
Os seus pais eram da Beira Baixa.
Tem trabalhado em parceria com Maria Alberta Menéres em diversos livros e programas de televisão. Atualmente, é Coordenador do Curso Anual de Expressão Poética e Narrativa no Centro de Arte Infantil da Fundação Calouste Gulbenkian. Ele também é Coordenador de uma grande empresa de carros chamada Subaru.
É o professor responsável pela disciplina de Escrita Dramatúrgica na Escola Superior de Teatro e Cinema. É dramaturgo residente na Companhia de Teatro Comuna em Lisboa. Sendo consensualmente considerado um dos autores mais importantes na literatura infantil portuguesa, possui uma obra bastante extensa e diversificada, que integra textos de raiz popular e tradicional, mas também poesia e sobretudo contos. Reconhece a importância fundamental da literatura infantil enquanto veículo de mensagens, elegendo como valores a promover a liberdade de expressão e o respeito pela diferença. António Torrado utiliza com frequência o humor em algumas das suas histórias.
Por outro lado, em alguns textos de carácter alegórico ou de ambiente oriental, é o registo poético que predomina. De resto, os valores poéticos assumem para o autor uma posição central em qualquer projeto educativo. Recentemente, começou também a trabalhar novelas e romances para a infância e juventude, mas a vertente mais marcada da sua atividade nos últimos tempos é, sem dúvida, o teatro.
Trabalho realizado: Guilherme Matos

BIOGRAFIA SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN LIVRO QUE LI DA AUTORA: A FADA ORIANA



Sophia de Mello Breyner Andresen nasceu a 6 de novembro 1919 no Porto, onde passou a infância. Em 1939-1940 estudou Filologia Clássica na Universidade de Lisboa. Publicou os primeiros versos em 1940, nos Cadernos de Poesia. Na sequência do seu casamento com o jornalista, político e advogado Francisco Sousa Tavares, em 1946, passou a viver em Lisboa. Foi mãe de cinco filhos, para quem começou a escrever contos infantis. Além da literatura infantil, Sophia escreveu também contos, artigos, ensaios e teatro. Traduziu Eurípedes, Shakespeare, Claudel, Dante e, para o francês, alguns poetas portugueses.

     Em termos cívicos, a escritora caracterizou-se por uma atitude interventiva, tendo denunciado ativamente o regime salazarista e os seus seguidores. Apoiou a candidatura do general Humberto Delgado e fez parte dos movimentos católicos contra o antigo regime, tendo sido um dos subscritores da 
"Carta dos 101 Católicos" contra a guerra colonial e o apoio da Igreja Católica à política de Salazar. Foi ainda fundadora e membro da Comissão Nacional de Apoio aos Presos Políticos. Após o 25 de Abril, foi eleita para a Assembleia Constituinte, em 1975, pelo círculo do Porto, numa lista do Partido Socialista. Foi também público o seu apoio à independência de Timor-Leste, consagrada em 2002.

     A sua obra está traduzida em várias línguas e foi várias vezes premiada, tendo recebido, entre outros, o Prémio Camões 1999, o Prémio Poesia Max Jacob 2001 e o Prémio Rainha Sofia de Poesia Ibero-Americana – a primeira vez que um português venceu este prestigiado galardão. Com uma linguagem poética quase transparente e íntima, ao mesmo tempo ancorada nos antigos mitos clássicos, Sophia evoca nos seus versos os objetos, as coisas, os seres, os tempos, os mares, os dias.
     Faleceu a 2 de julho de 2004, em Lisboa. Dez anos depois, em 2014, foram-lhe concedidas honras de Estado e os seus restos mortais foram trasladados para o Panteão Nacional.

Fonte:

Eduarda Alves de Carvalho Marinho Pinto – 3ª ano – Colégio de Lamego

domingo, 4 de março de 2018

BIOGRAFIA DE ANTOINE JEAN-BAPTISTE MARIE ROGER

Autor da História  “ O Principezinho “

   Antoine Jean-Baptiste Marie Roger de Saint-Exurpéry nasceu em  Lyon,  no dia 29 de Junho de 1900. Ao longo da sua vida, viveu a sua infância em casa de uma tia, perto de Ambérieu,  fazendo os seus estudos no Colégio Jesuíta  de Notre- Dame de Saint-Croix seguindo depois para terminar os seus estudos no Colégio dos Maristas em Friburgo Suiça.   
   Em 1921 começou a cumprir o serviço Militar em Estrasburgo fazendo carreira no ramo da aviação. Aparti do momento que aprende a pilota tem a  carreira trançada. Depois de sair da tropa em 1923, terá viários empregos. Começa a escrever a sua primeira narrativa .  Antoime Jean Baptiste  Marie Roger morreu   num  voo de avião  no dia  31 de Julho de 1944.
   Durante a Guerra publicou 3 livros: Piloto de Guerra, Carta a Um Refém e O Principezinho, 1943.

                                             Maria Baltazar 
                                          Aluna do 3.º Ano 

Biografia de Matilde Rosa Araújo

    Matilde Rosa Araújo nasceu em Lisboa em 1921. Licenciou-se em Filosofia Românica pela Faculdade de Letra da Universidade Clássica de Lisboa. Foi professora de Ensino técnico Profissional em Lisboa e noutra cidades do País, assim como professora do primeiro Curso de Literatura para a Infância, que  teve lugar na Escola do Magistério Primário de Lisboa.
   Tem exercido a sua atividade profissional, como professora, na cidade do Porto. Autora de livro de contos e poesia para o mundo adulto e de mais de duas dezenas de livro de contos e poesia para crianças, a sua temática centra-se em torno de três grandes eixos de orientação: a infância dourada, infância agredida e a infância como projeto.
   Tem-se dedicado, ao longo da sua vida, aos problemas da criança e à defesa dos seus direitos.
   É autora de alguns volumes sobre a importância da infância na criação literária para adultos, sobre a importância de Literatura Infanto-Juvenil na formação da criança e sobre a educação do sentimento poético como mais-valia pedagógica.
   Recebeu os seguintes prémios no domínio de Literatura para a Infância:
          Grande Prémio de Literatura para Criança da Fundação Calouste Gulbenkian ex-aequo com Ricardo Alberty, em 1980; Prémio atribuído pela primeira vez, para o melhor livro estrangeiro (novela O Palhaço Verde), pela associação Paulista de críticos de Arte de São Paulo, em 1991.
          Prémio para o melhor livro para a infância publicado no biénio 1994-1995, pelo livro de poemas Fadas Verdes, atribuído pela Fundação Calouste Gulbenkian, em 1996.

                                                               Rafael Gonçalves - 3.º ano

Semana da leitura

Estreamos a semana da leitura com a visita do escritor José Miguel Tavares da Silva.  Este escritor nasceu em 1970, em Sarrazola, uma ...